Efeito Monalisa



Nem tudo está perdido. O governador Romeu Zema soube ouvir o ninho ambientalista e, assim, acertar, pela segunda vez, ao empossar a engenheira civil e doutora em saneamento e recursos hídricos Marília Carvalho, como a nova titular da Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad). Ela substituiu Germano Vieira, o primeiro grato acerto de Zema, em plena tragédia de Brumadinho.Servidora de carreira, respeitada e admirada pelos seus pares, trata-se da primeira mulher na história ambiental de Minas a comandar, doravante, a estratégica e desafiante pasta da Semad. 

Com um rosto que lembra a admirável pintura de Leonardo da Vinci, no Museu do Louvre, em Paris, Marília não é nada enigmática. Pelo contrário, é franca e transparente como as águas que sempre defendeu. E tem uma história interessante, pessoal e familiar, com a questão ambiental (leia sua última entrevista à Ecológico que republicamos na página 20). Ela também não esconde, ideologicamente, qual a sua posição política: “O meu partido – repetiu na posse - é o meio ambiente!”.

Próxima Postagem
« Prev Post
Próxima Postagem
Próximo Post »
1 Deixe seu comentário!
avatar

Que Deus te ouça, Hiram. Meio Ambiente no Brasil não vive seus melhores Dias! Abraço.

Balas