As escumilhas de Sergio Tomich

Roxas, lilases, vermelhas ou rosas-choque, os belo-horizontinos agradecem a quantidade de escumilhas africanas (Lagerstroemia speciosa) em flor pelas ruas da capital mineira. Também conhecidas por resedás, extremosas ou árvores-de-júpiter, elas são originárias da Índia e China.
O que pouca gente sabe é que, em BH, essas formosuras da natureza foram plantadas de maneira “subversiva”. Foi durante a administração do prefeito Sérgio Ferrara, logo após a criação da Secretaria Municipal de Meio Ambiente.
Fugindo à regra de só se plantar árvores conhecidas, como as sibipirunas e flamboyants também em flor nessa época do ano, o biólogo Sergio Tomich (foto), então diretor de Parques e Jardins da PBH, as introduziu à maneira mineira. Sem alarde. E hoje, mais que beleza, as suas escumilhas acabaram virando uma solução junto à fiação elétrica pública. Como são de pequeno porte, elas aguentam poda e respondem com mais flores ainda. Vitória ecológica!

Próxima Postagem
« Prev Post
Próxima Postagem
Próximo Post »
0 Deixe seu comentário!