Trilhas para sempre



Vencedor na categoria “Destaque Municipal” do “V Prêmio Hugo Werneck de Sustentabilidade”, em 2014, por ter transformado em “Patrimônios Naturais” os quatro maiores morros de Nova Lima (MG), o prefeito Cássio Magnani continua mostrando a seus pares que abraçar a causa ambiental faz bem pra todos, além de angariar votos. Numa atitude sem precedentes, simples, criativa e corajosa ao mesmo tempo, ele se somou às ONGs Arca Ama-Serra da Calçada e Mountain Bike BH, além das Associações dos Condomínios Horizontais e Centro Municipal de Apoio ao Ciclista. E criou, por decreto, mês passado, a preservação de todas as trilhas existentes no município, inclusive as que cortam mineradoras e propriedades particulares. Ou seja, passe livre e consciência ecológica ao mesmo tempo, uma vez que são os próprios ciclistas os maiores fiscais da natureza por onde passam.  

Prêmio à qualidade urbana


Levar as pessoas e empresas a apresentarem ideias que contribuam para a promoção de uma cultura que gere valor para toda a comunidade, trabalhadores e empresas da Lagoa dos Ingleses. Esse é o objetivo do “I Prêmio CSul de Qualidade Urbana”, idealizado pela CSul Desenvolvimento Urbano, lançado este mês. A iniciativa, chancelada pela União Brasileira de Qualidade (UBQ), visa reunir e avaliar ideias que contribuam para a promoção da cultura local, criando novas ou adaptando e melhorando soluções já existentes, gerando valor para a comunidade.
As inscrições são gratuitas e abertas para pessoa física, empresas públicas e privadas e Organizações da Sociedade Civil (OSC). A premiação contempla 10 categorias, divididas nos seguintes eixos temáticos: Ocupação e Desenho Urbano; Qualidade Ambiental; Ecossistema e Biodiversidade; Mobilidade e Acessibilidade; Gestão de Energia; Gestão da Água; Materiais e Recursos; Gestão de Resíduos; Informação, Comunicação e Tecnologia e Governança e Desenvolvimento Local.

De acordo com o superintende da CSul, Waldir Salvador, a premiação foi pensada a partir do próprio "Protocolo de Sustentabilidade da CSul", abrangendo ideias sustentáveis também para as áreas do Vale do Sol, Jardim Canadá, Água Limpa e terrenos compreendidos no Masterplan da empresa, que ocupam uma área de mais de 27 milhões de m² no entorno. A proposta é transformar a localidade em um destino urbano, turístico e de lazer, a partir de valores que priorizem o bem coletivo e a criação de novas oportunidades: “O projeto deverá conter dados que comprovem sua aplicabilidade ou ação de melhoria, bem como prever resultados, recursos financeiros e humanos. Além disso, é preciso ser algo criativo, replicável e que tenha perpetuidade e sustentação econômica”, ressalta.