Água potável e saneamento básico



Saneamento básico no Brasil
Falta de acesso à água portável preocupa 64% dos moradores do Sudeste

Pesquisa inédita dos institutos Datafolha e Máquina de Pesquisa revela que a falta de acesso à água potável é o segundo maior problema estrutural do Brasil para 64% dos entrevistados da região. Em primeiro lugar está a ausência da rede de esgoto, indicada como maior preocupação para 77% das pessoas consultadas em São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro e Espírito. Em todo o país, a dificuldade de acesso à água potável também foi apontada como segundo maior entrave estrutural pela maioria (68%) dos entrevistados. De acordo com o Censo Demográfico do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), quase 20% dos domicílios particulares permanentes no Brasil ainda não possuíam rede geral de abastecimento de água. Já na região Sudeste, a falta de rede geral de abastecimento de água potável atinge cerca de 10% das casas. O estudo coletou a opinião de mais de 2 mil pessoas, a partir de 16 anos e de todas as classes econômicas, entre os dias 20 e 24 de outubro. As entrevistas foram presenciais e aconteceram em 120 municípios, distribuídos geograficamente pelas áreas pesquisadas. A margem de erro é de 2 pontos percentuais, para mais ou para menos, dentro de um nível de confiança de 95%.

Foto: Agência Brasil

LEIA TAMBÉM:
Próxima Postagem
« Prev Post
Próxima Postagem
Próximo Post »
0 Deixe seu comentário!