Grande Valteres


Imagem: Arquivo pessoal
Encantou-se aos 61 anos, no primeiro domingo de dezembro, após uma luta silenciosa contra o câncer, o ex-diretor da hoje Fundação Zoo-Botânica de BH, Valter Ferreira Rodrigues. Mais conhecido como Valtinho ou Valteres, ele foi um dos servidores públicos que mais lutaram pela sobrevivência e acasalamento do gorila Idi Amin, até a sua época o único e solitário exemplar da espécie na América Latina.
O ex-diretor foi velado com uma camiseta estampada com a foto do animal, que trazia os dizeres herdados de Hugo Werneck: “Conhecer, preservar, amar e contribuir”. Afetivo, leal e companheiro, Valtinho tinha o hábito de levar e distribuir flores a cada uma das funcionárias da instituição, incluindo as da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, a quem o antigo zoológico estava anexado. Alegria, generosidade, irreverência, simplicidade e bom humor, coisa rara hoje em dia, foi o que ele deixou de exemplo - inclusive no meio artístico-musical que ele frequentava e era querido. Razão pela qual os versos de Lô Borges, cantados por Beto Guedes, também acompanharam a sua despedida: “Com sol e chuva você sonhava que ia ser melhor./ Depois você queria ser o grande herói das estradas/ tudo que você queria ser”. E ele foi, até transbordante, em sentimentos e atitudes.

Com a homenagem também da Ecológico.
Próxima Postagem
« Prev Post
Próxima Postagem
Próximo Post »
1 Deixe seu comentário!