Gratidão ecológica



“Uma publicação com circulação na lua cheia? Você está pensando o quê? Que o Estado de Minas é um jornal lobisomem?!”
Foi com essa colocação, hoje um diferencial cult no mercado e no calendário da propaganda, que o jornalista e publicitário Édison Zenóbio fez não apenas nascer. Mas circular durante nove anos, sob sua exigente e amiga batuta, o “Estado Ecológico” (depois JB Ecológico e a sua atual Ecológico), a primeira e mais longeva publicação sobre Meio Ambiente na grande imprensa brasileira.
Ícone da mídia, respeitado e querido por seus pares, o ex-superintendente de Publicidade e diretor-geral do EM se encantou em BH no último dia 30, lua crescente de maio, aos 84 anos, 70 deles dedicados à profissão. Onde você estiver, prezado e taurino Zenóbio, a nossa gratidão lunar! 

Imagens: 
1 - Édison Zenóbio: coautor da primeira revista com circulação lunar do Brasil - Crédito: Evandro Matheus - Esp.CB-D.A Pres
2- Primeira e histórica edição lunar em 30 de setembro de 1993, um ano após a ECO/92 no Rio de Janeiro


Próxima Postagem
« Prev Post
Próxima Postagem
Próximo Post »
0 Deixe seu comentário!