Ecológico reforçado



Revista Ecológico e Prêmio Hugo Werneck ganham o apoio de novos conselheiros e homenageiam seu primeiro leitor e assinante

Clique na imagem para ampliar.
Um ex-ministro, três ex-secretários de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável e cinco ex-presidentes da Fundação Estadual de Meio Ambiente (Feam), além de ambientalistas históricos, jornalistas especializados, empresários e representantes do setor produtivo responsável marcaram presença no II Encontro do Conselho Editorial da Revista Ecológico. O evento, coordenado pelo jornalista Hiram Firmino e comemorativo ao sexto ano de circulação da mais respeitada e admirada publicação jornalística sobre sustentabilidade da grande mídia impressa e
Clique na imagem para ampliar.
digital brasileira, ocorreu no último dia 25, lua nova de julho. Foi durante almoço chuvoso no Espaço Nature, em Nova Lima, o município com mais remanescentes de Mata Atlântica e nascentes da Região Metropolitana de Belo Horizonte.
Além de ser uma oportunidade para realizar um balanço da evolução da Revista Ecológico e do Prêmio Hugo Werneck, o encontro serviu para empossar dois novos conselheiros: o ex-ministro de Meio Ambiente (do Governo Fernando Henrique Cardoso) e ex-secretário da pasta nos governos Aécio Neves e Antonio Anastasia, José Carlos Carvalho; e o diretor de Sustentabilidade da AngloAmerican, Pedro Borrego, que está à frente do Projeto Minas-Rio. E também para homenagear o ex-titular da Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad) no Governo Itamar Franco, Celso Castilho, como o primeiro leitor, seguido de seu filho Ricardo, a assinar e manter a assinatura da revista. Isso, desde o seu lançamento, em novembro de 2008, durante a última aparição em público do ambientalista Hugo Werneck, a quem a premiação e a publicação são dedicadas a cada lua cheia. 
Clique na imagem para ampliar.
O atual conselho, com nomes que vêm desde o Caderno Estado Ecológico, do jornal Estado de Minas, até à Revista JB Ecológico, no Jornal do Brasil, portanto, já com 22 anos de circulação ininterrupta, foi desmembrado em dois, para ficar mais atuante. Permanecem no Conselho Editorial: Fernando Gabeira, José Cláudio Junqueira, José Fernando Coura, Maria Dalce Ricas, Mario Mantovani, Nestor Sant’Anna, Patrícia Boson, Paulo Maciel, Pedro Borrego, Ronaldo Gusmão e Sérgio Myssior. E passam a integrar o Conselho Consultivo: Angelo Machado, José Carlos Carvalho, Célio Valle, Evandro Xavier, Fabio Feldmann, Roberto Messias Franco, Vitor Feitosa e Willer Pos.