Uma Minas no museu





Um “museu de grandes novidades”, como cantaria Cazuza, cheio de experiências e emocionante! Esta é a proposta do Memorial Minas Gerais – Vale, localizado na Praça da Liberdade, em BH: destacar, de maneira inovadora e criativa, o patrimônio cultural e histórico mineiro. Também chamado, por isso mesmo, de “Museu vivo”, o espaço reúne manifestações contemporâneas, populares e folclóricas, que instigam o visitante a conhecer um pouco mais sobre a história e as características do estado e a vivenciá-las.
Instalado no antigo prédio da Secretaria de Estado da Fazenda, o edifício foi projetado pelo arquiteto da Comissão Construtora da Nova Capital, José de Magalhães. A construção no estilo eclético, adotado para todos os prédios projetados, foi inaugurada juntamente com a nova capital, em 1897.
No Memorial, os elementos que constituem a identidade mineira são apresentados de maneira interativa ao longo de 31 espaços de exposição e convivência, contados a partir da história do próprio prédio, onde foi lançada a pedra fundamental de construção da capital mineira. Além disso, nele encontram-se obras de artistas-símbolos de Minas, como os sertões de Guimarães Rosa, os temas que inspiraram Drummond, a “não arte” de Lygia Clark e o trabalho de Sebastião Salgado. Grande destaque também é dado ao ciclo do ouro em meio às montanhas, vales e rios mineiros.
Uma das atrações imperdíveis do Memorial Minas Gerais - Vale, aberto à visitação pública desde 2010, é a sala “História de Belo Horizonte”, que narra a construção da capital e algumas de suas lendas urbanas. A sala “Panteão da Política Mineira” também é outro destaque, retratando a Inconfidência Mineira por meio dos seus personagens principais, revividos em quadros interativos.
Caracterizado, enfim, como um local de experiências afetivas e intelectuais, o Memorial Vale traz a alma e as tradições mineiras contadas de forma original e interativa. Além das exposições de longa duração, conta com uma programação temporária com espetáculos, performances, shows musicais, palestras e seminários. E é isso que a Revista ECOLÓGICO vai reportar aos seus eleitores, a partir da próxima lua cheia, dia 14 de fevereiro, na série “Uma Minas no Museu”.
Aguarde!

SAIBA MAIS:
Informações: 3307-4000
Próxima Postagem
« Prev Post
Próxima Postagem
Próximo Post »
0 Deixe seu comentário!