Estou com as capivaras



LIBERDADE E DEMOCRACIA também para as capivaras
Foto: Adriano Fernandes
O prefeito Marcio Lacerda, o vice Délio Malheiros (que nem é citado pela imprensa e, mas deveria, como novo secretário de Meio Ambiente de BH), e o superintendente do Ibama, Evandro Xavier, estou do lado das capivaras e de todos os outros animais, pássaros e borboletas que voltaram à paisagem da Lagoa da Pampulha poluída.
Se turistas brasileiros e de todo o mundo pagam caro para ver as capivaras, em estado de liberdade no nosso Pantanal cada dia mais urbanizado, os belo-horizontinos deveriam agradecer à natureza por tê-las aqui, sem custo algum para alimentá-las e protegê-las. Se a questão pontual é salvar os jardins de Burle Marx, que sempre foram abandonados, e a opinião pública pouco se lixava, que o poder público os cerquem e ponto final. Agora, como está sendo proposto, separar 75% das 140 capivaras que hoje enfeitam o redor da lagoa e levá-las não se sabe pra onde, possivelmente abatê-las, é como assistirmos uma versão animal dos campos de concentração nazistas, onde se separaram pais e filhos, nesta mesma matemática.
Essa é a pergunta ecológica: os técnicos sabem quem é quem no meio das capivaras? Gostariam que fizessem o mesmo com suas famílias?

S.O.S. Lacerda, Malheiros e Xavier! Façam cair sobre todos nós a compreensão maior e aliada da  natureza.
Próxima Postagem
« Prev Post
Próxima Postagem
Próximo Post »
0 Deixe seu comentário!