Lacerda, a esperança (2)



Na capital mineira, o prefeito Marcio Lacerda continua com um desafio politico-eleitoral descomunal, que é nomear um novo e competente titular não somente para comandar, mas principalmente para “resgatar” a Secretaria Municipal de Meio Ambiente (SMMA). Sua primeira aposta técnica , a engenheira ambiental Carla Vasconcelos, de sua preferência pessoal e indicada pelo Projeto Manuelzão, pediu demissão por motivos de saúde, após ter passado por uma delicada operação nas cordas vocais.
Já a maioria dos ambientalistas, que apoiou as duas candidaturas de Lacerda à prefeitura de BH, desconfia que houve outra motivação, psicológica e de foro íntimo: o tamanho da encrenca e desafio que a pasta acumula. Ou seja, seu desmonte e abandono técnico-institucional desde a gestão do PT na prefeitura, quando foi anexada e esvaziada politicamente como mais um apêndice obediente da super Secretaria Municipal de Política Urbana e Meio Ambiente, na contramão do desenvolvimento sustentável.


A mais bombada
Por isso mesmo, a SMMA também passou nas mãos de vários e descontinuados ocupantes nos últimos anos. Daí a autoestima hoje baixíssima de seus funcionários, programa e projetos mais relutantes.
A reesperança em Lacerda prestigiar sua secretaria verde e a história do movimento ambientalista mineiro, advém de duas atitudes pontuais: a participação ímpar  que ele teve à frente do Congresso Mundial de Governos Locais para a Sustentabilidade (ICLEI´2012), apelidada de a “A RIO + 20 das Cidades”, quando se empenhou pessoalmente e conseguiu sediar o encontro, pela primeira vez em uma cidade latino-americana. E quando representou a Frente dos Prefeitos comprometidos com a sustentabilidade na RIO + 20.

A mais querida
No fundo, a expectativa dos ambientalistas vai além da SMMA atual. Eles sugerem que Lacerda faça o mesmo que o Estado fez, quando reuniu todos os órgãos afins e criou a Secretaria de Estado de Meio Ambiente e... Desenvolvimento Sustentável! Deu grandeza à causa. Tal como o Kalil fez de maneira corajosa, merecida e brilhante no Atlético, com a contratação de Ronaldinho Gaúcho, o desafio do prefeito é apostar numa nova ou novo R10 para salvar a mais querida e militante de suas secretarias.
Próxima Postagem
« Prev Post
Próxima Postagem
Próximo Post »
0 Deixe seu comentário!