O Mineirão do Saara




Que me perdoem o nosso cruzeirense senador Aécio, os atleticanos governador Anastasia, prefeito Marcio Lacerda, seu filho Tiago e o meu amigo Gustavo Penna, representando os arquitetos, engenheiros e urbanistas envolvidos na concepção do novo Mineirão recém-entregue a todas as torcidas do planeta. Eu fui lá outro dia, dia normal de semana. E como todo mineiro que se preze, e vê antes de assuntar, o tamanho e o jeitão do que se quer falar, fiquei horrorizado!

Eu tinha ficado assim antes, olhando já desconfiado as perspectivas paisagísticas e sem verde do futuro Mineirão. Mas o que constatei agora ali, não tem explicação nem humanismo básico. Só cimento, desolação e aridez onde já havia muito verde. Todo o seu novo redor e espaços internos e vazios do novo estádio parecem ter sido planejados para se tornar palco de um culto profano e antiecologico: o de expor, de propósito, os torcedores ao sol inclemente de Minas – o Estado mais solar e com a temperatura em elevação do Brasil – e a todos os possíveis tipos de câncer que esse desamor provoca.

Ali não há sombra natural pra ninguém. Seja para um torcedor idoso, já cheio de manchas suspeitas, escuras e vermelhas nas mãos, braços ou rostos. Seja para uma criança de colo, assando no carrinho de lona ou plástico sobre o asfalto ou cimento. Seja para os camelôs e barraqueiros, não há onde se refugiar. As únicas sombras possíveis são artificiais e personalizadas só pra quem trabalha sob tendas de plástico, que também não evitam a claridade, fazem arder os olhos e potencializam mais calor e desconforto ainda.

O que os autores e paisagistas do novo estádio dos mineiros fizeram no lugar de milhares de árvores que existiam ali? Plantaram algumas mudas aqui e outras acolá, numa economia de gasto desumana. E onde podiam plantar, dentro e fora do Mineirão (e há áreas imensas pra isso, somente gramadas), também foram desecológicos. Simplesmente se esqueceram do verde, de tantos bougainvilles que, possíveis e com baixo custo de manutenção, poderiam colorir e alegrar todos os muros de cimento do novo Mineirão.

Por que isso? Seria uma ojeriza burguesa negarmos a nossa origem bucólica? Ou vergonha boba  e colonizada de mineiro, de querer  imitar a Europa, onde o clima e seus espaços públicos são diferentes?




Clique na foto para ampliar
 Da esquerda para direita: como está, como era e como foi prometido o estádio Magalhães Pinto (Mineirão)*

O PERDÃO É VERDE

Esses nossos urbanistas não devem saber da história vergel e ambiental de BH. Não sabem que, quando as primeiras secretaria e lei municipal de Meio Ambiente da capital mineira foram criadas, fruto da luta dos ambientalistas nas gestões de Hélio Garcia e Sérgio Ferrara, a prefeitura fez uma pesquisa para descobrir porque 70% das mudas de árvore plantadas anualmente nas imediações do estádio, notadamente ao longo das avenidas Antônio Carlos e Carlos Luz, não vingavam, eram todas quebradas após cada jogo.

A resposta foi simples. Quando o Atlético perdia, seus torcedores, de raiva, descontavam nas coitadas das mudas. Quando era o Cruzeiro a perder, os integrantes da Máfia Azul faziam o mesmo. Como não podiam bater nos juizes e bandeirinhas, nem xingar mais do que já xingavam suas respectivas mães, ambas as torcidas agiam emocionalmente: quebravam todas as pequenas e futuras árvores que viam pela frente.

 O que a Prefeitura fez? Uma grande campanha de esclarecimento junto às torcidas, e nos próprios telões do estádio, antes de cada jogo. O resultado foi uma redução quase absoluta, com quase 100% de adesão, eliminando esse vandalismo.

Mais. Seus torcedores passaram a plantar árvores junto com os funcionários da SMMA em todas as áreas de estacionamento. Isso explica porque, já crescidas, elas passaram a dar sombra para milhares de carros, amenizando sobremaneira o clima de deserto que já havia no projeto original do estádio. Árvores que, mesmo adultas, com flores e passarinhos morando, foram mutiladas sem dó nem piedade no novo projeto.

Como Guimarães Rosa descreve em “Grande Sertão:Veredas”, mostrando o calor e a desolação humana no cenário devastado da caatinga baiana virando deserto, reproduzido no novo Mineirão, o Saara mineiro parecer ter mesmo uma sofrível e colonialista explicação. A de que a maioria dos nossos arquitetos e urbanista ainda sofre da chamada Síndrome Européia, que é querer repetir aqui, no continúo ensolarado e tropical país que vivemos, o mesmo modelo dos países europeus, onde neva e falta luz do sol em grande parte do ano. E, por isso mesmo, não existem nem fazem tanta falta árvores, bosques e florestas conjungados sobreando seus espaços públicos.



AINDA QUE TARDE

Não seria o caso de todos os responsáveis pelo novo, árido e indiscutivelmente cancerígeno Mineirão voltarem hoje ali e – sem preconceitos, mas com a humildade e sabedoria que as montanhas nos ensinam e nos faz diferentes - terem um novo olhar sobre o seu antiecológico, desamoroso e socialmente injusto paisagismo?

Será que eles sabiam que, na comparação com outras nove capitais, BH registrou, em 100 anos, um aumento médio de temperatura de 1,5 graus? E que, segundo um estudo da UFMG, desde 1911 a nossa umidade relativa do ar caiu 7%, chegando a 66,2%, e a temperatura mínima média aumentou 2,7 graus, passando de 15,2 para 17,9 graus? O que nos obriga a usar (e não usamos) filtro solar diariamente, haja sol ou apenas a sua claridade aqui severamente potencializada?

Afinal, nós só temos esse Mineirão, e o amamos, tal como amamos os nossos times. E o que cabe de verde ali dá pra compensar todas as árvores que, atleticanos, cruzeirenses e americanos ajudamos a plantar e não existem mais, por insistirmos em sermos “cidadãos modernos” de uma Europa que, felizmente, não somos.

Mesmo não tendo mar, BH já tem mais casos de câncer provocado pela nossa demasiada exposição ao sol que Florianópolis e oito outras metrópoles litorâneas no nordeste (Salvador, São Luís, João Pessoa, Recife, Natal, Aracaju, Fortaleza e Maceió). Isso mesmo. Esse dado alarmante é do Instituto Nacional do Câncer. E sua estimativa para 2013 – quando o Mineirão e seu entorno sem sombra atrairão um público imenso e permanente - é que mais mulheres que homens serão vítima de câncer de pele. Serão 95 delas, e muitas torcedoras, em busca de tratamento para cada 100 mil habitantes de BH, contra a média nacional de 68.

Isso é triste, e também fere a nossa história bucólica. Cadê a Cidade Jardim, a Cidade Vergel dos versos de Olavo Bilac ou a Paris Brasileira, o Belo Horizonte de clima ameno que fez até um Noel Rosa, o poeta da Vila, buscar a cura de sua tuberculose aqui, e também apaixonar-se por ela? Cadê um Mineirão saudável, também verde por fora, com nossas torcidas protegidas naturalmente contra o sol e as doenças que, assim desrespeitado, ele pode nos provocar?

Por amor, Aécio, Anastasia, Márcio, Tiago e Gustavo Penna. Liderem, ainda que tarde, esta reesperança!


*Crédito das fotos da esquerda para direita: Ecológico, André Ruas e BCMF




Próxima Postagem
« Prev Post
Próxima Postagem
Próximo Post »
269 Deixe seu comentário!
«Mais antigas   ‹Antigas   201 – 269 de 269   Recentes›   Mais recentes»
avatar

É lamentável o ser humano ser capaz de agir assim, não pensam no bem estar que as árvores nos proporcionam; Pensar em conforto, em beleza, é não cortá-las, o que nos faz melhor em ver a beleza da natureza, o frescor e a paz que traz ?!
Por que temos que ser como a Europa?! Na verdade somos diferentes, nosso clima é outro, não devemos e nem podemos aderir estilo europeu.
As árvores desenvolvem um papel importantíssimo no ecossistema pois são responsáveis por manter mais de 50% da biodiversidade, além de, reduzir a incidência de asma, câncer de pele e doenças relacionadas ao estresse, pois ajudam a diminuir a poluição do ar, promovem sombreamento e um ambiente atrativo, calmo e adequado para o descanso.


Maria Clara Quadros - 3°B
Escola Estadual Madre Carmelita

Balas
avatar

É com tristeza que vemos a natureza sendo depredada dessa forma. Árvores que eram para ser preservadas estão, na verdade, sendo destruídas pelo homem. A área do Mineirão foi desertificada. Já não vemos o verde que antes era presente ali. O mau uso dos recursos naturais é o principal fator de sua escassez. Para alguns, a arborização não é bonita de se ver, depois, os mesmos reclamam da redução do volume de chuvas e da piora do aquecimento global. Até quando os problemas ambientais vão passar despercebidos como se a culpa não fosse da própria sociedade? Até quando a falta de consciência sobressairá ao pensamento racional de que necessitamos das árvores? Até quando a natureza será desvalorizada dessa forma? E esses "até quando" existirão enquanto a consciência falhar.

Paula Fernanda Campos Silva
3ºB - Ensino médio.
Escola Estadual Madre Carmelita

Balas
avatar

É triste pensar que essa realidade , chegou até ao mineirão , antes o que se via eram árvores , agora o cimento tomou conta . Ao ler a reportagem , realmente nos motiva a criar uma certa revolta , principalmente porque outro dia passando por ali no outro lado da rua , notei uma quantidade absurda de cigarros no local . E olha que estávamos em ambiente aberto ! Então , fico pensando : de que adianta lutar pelo status , e não pensar nos problemas de saúde em que nós mineiros e brasileiros temos por não respirar um ar totalmente puro , por não ter a presença de árvores ? . O mais triste é pensar e nos perguntar para onde foi aquele grande e bonito verde , que quando iríamos ao mineirão , sentávamos com nossos pais para brincar na sombra ? Isso tudo desapareceu , e é muito triste , pensar que isso aconteceu em tão pouco tempo . " É triste pensar que a natureza fala e que o gênero humano não a ouve."
Marina Cristina Silva Oliveira
2°A
Escola Estadual Madre Carmelita

Balas
avatar

Olhar para o Mineirão hoje e só ver cimento , devastação e aridez me deixa muito triste . Será que os responsáveis da obra não pararam para pensar nenhum minuto se quer naquelas árvores, nos animais que ali viviam , ou nos benefícios que elas nos traziam?! Parece que não né, eles só pensaram no lucro que eles teriam, com essa maldade com a natureza .
Pois é, por conta dessa crueldade agora o Mineirão é uma área cinzenta e sem vida, e só nos resta a esperança de um reflorestamento naquela área .

Alexandra Marcelino M. V. Coelho - Ensino Médio, 3ºD
E. E. Madre Carmelita

Balas
avatar

Realmente ,é uma indignação ver tanto verde sendo substituído por concreto. O mundo precisa de verde! Cada vez mais os projetistas tentam substituir o “verde” pelo aspecto cinza e sem vida dos concretos. Sabemos que as árvores desempenham um papel importantíssimo no ecossistema do planeta: seja na captação de gás carbônico, abrigo, alimento, matéria-prima na produção de medicamentos e outros inúmeros benefícios. A substituição da área verde pelo concreto impermeabilizante traz malefícios para o planeta como as inundações em épocas de chuva intensa e as ilhas de calor. Além disso, troca-se a paisagem bucólica pela artificialidade das construções modernas. A restauração do Mineirão precisava ser realizada, porém deveria ter mantido o bucolismo ecológico dos seus entornos!

Gabrielly Gomes de Almeida - 2°D - ESCOLA ESTADUAL MADRE CARMELITA.

Balas
avatar

Bom realmente foi enorme a falta de atençao com que o pessoal encarregado da reforma do mineirao teve com o publico que ira frequentalo, a falta de arvores e concequentemente de sombras para q possamos ter um ambiente mais fresco na minha opiniao é um capricho dos paisagistas que "tentaram" fazer do mineirao um estadio de aparencia europeia.

Escola Estadual Madre Carmelira
Pedro Benicio Coelho - 2ºB Ensino Medio

Balas
avatar

Sinceramente eu achei muito triste o fato de o próprio ser humano ser capaz de fazer tanto descaso com o meio ambiente.Achei lamentável o fato de que aquela belíssima paisagem verde que havia antes foi simplesmente transformada em cimento,desolação e aridez.Acho que os engenheiros e arquitetos que trabalharam nessa obra não tinham noção da agressão que eles fariam ao meio ambiente,ou simplesmente acharam que não ia fazer falta o fato de 1.043 árvores ficarem apenas 202 árvores.As árvores não são importantes somente para a estética da cidade,e sim para a melhor qualidade de vida das pessoas.Só espero que as árvores que foram cortadas sejam replantadas em dobro na região do Mineirão para que a área desmatada volte a ter beleza.Que beleza existe só em cimento?As pessoas só irão entender a grande importância das árvores quando não tiver mais nenhuma em pé?Onde foi parar a consciência ecológica dos engenheiros e urbanistas envolvidos na reforma do Mineirão?E as árvores que foram retiradas,para onde foram?Isso não pode ficar assim!!!

Jéssica Do Nascimento Xavier
Turma:2°C Ensino Médio
Escola Estadual Madre Carmelita

Balas
avatar

Minha opiniao e muito triste isso que aconteceu por que fizeram uma grande reforma no mineirao mais o melhor de la acabou que era as arvores.O estdio ficou muito bonito mais a empresa falo que iria planta novas arvores,mais pelo tanto que foram cortadas a que eles plantaram sao o minimo.Alem disso imagina quanto tempo vai demora pra fica grandes como as outra eram ? Isso e lamentavel mais nao podemos fazer nada,ao nao se o governo que nao esta nem procupando com isso .Antigamente mineirao era contornado por verde, agora passa la voce nao ve nada disso.
Matheus Pinheiro Drumond - 2ºB - Escola Estadual Madre Carmelita

Balas
Este comentário foi removido pelo autor. - Hapus
Este comentário foi removido pelo autor. - Hapus
Este comentário foi removido pelo autor. - Hapus
avatar

È muito lamentável saber que tantas árvores foram cortadas para a reforma do Mineirão..Antes lá era cheio de vida, cheio de paisagem e hoje não passa de um puro cimento. Tudo Pelo egoismo do homem,só pensa em dinheiro, não pensa no que faz bem,muita falta de consiencia..Enquanto as pessoas continuarem ignorando a importância das áreas verdes, mais árvores serão derrubadas e, cada vez mais, a qualidade de vida da população será prejudicada..Mais Infelizmente essa é a realidade do nosso Brasil na atualidade.. O Governo esta preocupado somente com a aparência e a infraestrutura e esquecem do impacto que ações como essas causam para a população.

Nome: Macius Kennedy
Turma: 2ºb
Escola Estadual Madre Carmelita

Balas
avatar

Sinceramente eu achei muito triste o fato de o próprio ser humano ser capaz de fazer tanto descaso com o meio ambiente.Achei lamentável o fato de que aquela belíssima paisagem verde que havia antes foi simplesmente transformada em cimento,desolação e aridez.Acho que os engenheiros e arquitetos que trabalharam nessa obra não tinham noção da agressão que eles fariam ao meio ambiente,ou simplesmente acharam que não ia fazer falta o fato de 1.043 árvores ficarem apenas 202 árvores.As árvores não são importantes somente para a estética da cidade,e sim para a melhor qualidade de vida das pessoas.Só espero que as árvores que foram cortadas sejam replantadas em dobro na região do Mineirão para que a área desmatada volte a ter beleza.Que beleza existe só em cimento?As pessoas só irão entender a grande importância das árvores quando não tiver mais nenhuma em pé?Onde foi parar a consciência ecológica dos engenheiros e urbanistas envolvidos na reforma do Mineirão?E as árvores que foram retiradas,para onde foram?Isso não pode ficar assim!!!

Jéssica Do Nascimento Xavier
Turma:2°C Ensino Médio
Escola Estadual Madre Carmelita

Balas
avatar

É muito triste a situação em que vivemos atualmente, hoje em dia os políticos não visão mais a ecologia e sim só a base financeira.
Então temos analisar e acompanhar de perto todos nossos políticos e ter sabedoria na hora de eleger nossos vereadores.

Daniel Sérvulo Pinto Júnior 3ºD
Escola Estadual Madre Carmelita Manhã

Balas
avatar

Acredito que a única resposta pra toda essa indignação causada, é o egoísmo! As pessoas, de um modo geral, tem se preocupado apenas com o si próprias, e esse profundo egocentrismo que vem trazendo este e tantos outros problemas, (mesmo que não sejam percebidos atualmente) que mesmo visíveis, eles tentam tapar olhos da população inteira. Na "reforma" do Mineirão, os responsáveis tentam a todo momento mascarar o que aquele ambiente de fato se tornou. Eles se esquecem que não adianta ter dinheiro e não saber como usá-lo... saúde pública é um fato em decadência diária.
A tão conhecida Belo Horizonte, a tão conhecida Cidade Jardim, onde foi parar?

Lorena Aline Valu dos Santos
3°A - Ensino Médio
E. E. Madre Carmelita

Balas
avatar

Nos dias de hoje, espera-se que os governantes tenham o mínimo de preocupação com a saúde pública, até mesmo porque fica mais em conta prevenir do que remediar. E então, deparamo-nos com essa grande obra, o Mineirão, onde paisagistas trocaram a sombra e o frescor das árvores, por uma "homenagem" à estética europeia.
O que todos os envolvidos no projeto desse novo Mineirão se esqueceram é que o Brasil é um país tropical, e que Belo Horizonte vem tendo aumento de temperatura e queda na umidade relativa do ar. A exposição dos torcedores ao sol aumentará o índice de câncer de pele não só de belo horizontinos, mas também dos turistas que virão à capital a partir de 2014.
Espero que governantes, arquitetos e paisagistas tomem uma providência no sentido de trazer novamente o verde para o Mineirão.
Escola Estadual Madre Carmelita
Clara Alvarenga n°: 10
turma: 2°A

Balas
avatar

É bastante desolador ver que um lugar que já foi tão bonito e cheio de vida, agora com sua área verde destruída. Além de perdemos uma bela paisagem, tem a questão dos benefícios que essas arvores nos traziam, assim como redução de temperatura, as sombras. Diante de tudo isso, virá as consequências, principalmente com a saúde e o governo prefere não enxergar o que de fato esta acontecendo.
Pamella Huston - 3ºB - Escola Estadual Madre Carmelita - Manhã

Balas
avatar

Sinceramente eu achei muito triste o fato de o próprio ser humano ser capaz de fazer tanto descaso com o meio ambiente.Achei lamentável o fato de que aquela belíssima paisagem verde que havia antes foi simplesmente transformada em cimento,desolação e aridez.Acho que os engenheiros e arquitetos que trabalharam nessa obra não tinham noção da agressão que eles fariam ao meio ambiente,ou simplesmente acharam que não ia fazer falta o fato de 1.043 árvores ficarem apenas 202 árvores.As árvores não são importantes somente para a estética da cidade,e sim para a melhor qualidade de vida das pessoas.Só espero que as árvores que foram cortadas sejam replantadas em dobro na região do Mineirão para que a área desmatada volte a ter beleza.Que beleza existe só em cimento?As pessoas só irão entender a grande importância das árvores quando não tiver mais nenhuma em pé?Onde foi parar a consciência ecológica dos engenheiros e urbanistas envolvidos na reforma do Mineirão?E as árvores que foram retiradas,para onde foram?Isso não pode ficar assim!!!

Jéssica Do Nascimento Xavier
Turma:2°C Ensino Médio
Escola Estadual Madre Carmelita

Balas
avatar

É realmente falta de consciência e ignorância , retirarem as árvores , por que por mais que Belo Horizonte seja uma das cidades mais arborizadas do Brasil , é uma grande perda sim essa grande quantidades de arvores retiradas. Eles deviam ter feito um projeto que aproveitasse a beleza das árvores que trazem inúmeros benefícios para todos , e mesmo que eles plantem a mesma quantidade de arvores novamente , não teremos o mesmo benefício de antes.
EVERTON FELIPE - 2ºA
ESCOLA ESTADUAL MADRE CARMELITA.

Balas
avatar

Temos que salvar o verde, a nossa expectativa de vida abaixou um ano por causa de áreas verdes. Temos que ser mais educado com nossas áreas verde, o tempo não é mais o mesmo e cada dia que passa vai ficando mais quente, então vamos ser mais consciente com nossas árvores.

ADOTE O VERDE

Fernando Almeida Chagas 3ºD

Escola Estadual Madre Carmelita Manhã

Balas
Este comentário foi removido pelo autor. - Hapus
avatar

Sinceramente eu achei muito triste o fato de o próprio ser humano ser capaz de fazer tanto descaso com o meio ambiente.Achei lamentável o fato de que aquela belíssima paisagem verde que havia antes foi simplesmente transformada em cimento,desolação e aridez.Acho que os engenheiros e arquitetos que trabalharam nessa obra não tinham noção da agressão que eles fariam ao meio ambiente,ou simplesmente acharam que não ia fazer falta o fato de 1.043 árvores ficarem apenas 202 árvores.As árvores não são importantes somente para a estética da cidade,e sim para a melhor qualidade de vida das pessoas.Só espero que as árvores que foram cortadas sejam replantadas em dobro na região do Mineirão para que a área desmatada volte a ter beleza.Que beleza existe só em cimento?As pessoas só irão entender a grande importância das árvores quando não tiver mais nenhuma em pé?Onde foi parar a consciência ecológica dos engenheiros e urbanistas envolvidos na reforma do Mineirão?E as árvores que foram retiradas,para onde foram?Isso não pode ficar assim!!!

Jéssica Do Nascimento Xavier
Turma:2°C Ensino Médio
Escola Estadual Madre Carmelita

Balas
Este comentário foi removido pelo autor. - Hapus
Este comentário foi removido pelo autor. - Hapus
avatar

Sinceramente eu achei muito triste o fato de o próprio ser humano ser capaz de fazer tanto descaso com o meio ambiente.Achei lamentável o fato de que aquela belíssima paisagem verde que havia antes foi simplesmente transformada em cimento,desolação e aridez.Acho que os engenheiros e arquitetos que trabalharam nessa obra não tinham noção da agressão que eles fariam ao meio ambiente,ou simplesmente acharam que não ia fazer falta o fato de 1.043 árvores ficarem apenas 202 árvores.As árvores não são importantes somente para a estética da cidade,e sim para a melhor qualidade de vida das pessoas.Só espero que as árvores que foram cortadas sejam replantadas em dobro na região do Mineirão para que a área desmatada volte a ter beleza.Que beleza existe só em cimento?As pessoas só irão entender a grande importância das árvores quando não tiver mais nenhuma em pé?Onde foi parar a consciência ecológica dos engenheiros e urbanistas envolvidos na reforma do Mineirão?E as árvores que foram retiradas,para onde foram?Isso não pode ficar assim!!!

Jéssica Do Nascimento Xavier
Turma:2°C Ensino Médio
Escola Estadual Madre Carmelita

Balas
avatar

Hoje o mineirão está totalmente desarborizado causando um mal estar físico e mental aos cidadãos
o corte das árvores. Afetou microclima da cidade, houve aumento de 2 graus na cidade q já está afetando o ecossistema daquele local
Eu espero que a prefeitura encontre uma solução pra resolver esse problema e que o prefeito tenha uma visão mais ecológica em relação a cidade.
Nome:Daniel Silas
Turma:2°C Ensino Médio
Escola Estadual Madre Carmelita

Balas
avatar

A idéia de querer fazer do Brasil um clone dos países europeus é uma grande crenitude pois deveria se preocupar em ser diferente,por obter uma grande biodiversidade da fauna e flora e ser dono de grandes florestas.O país onde se localiza o chamado "pulmão do mundo" se prestasse atenção e visasse aquilo que realmente importa ao invés de queresse seguir a moda européia,criaria a moda brasileira destacando suas grandes,saudosas matas e finalmente pensasse que não existe beleza sem vida e nem vida sem árvores, creio que ainda há salvação para aqueles que querem e procuram uma boa qualidade de vida.
A questão do mineirão,aos olhos populares ficou explendido mas aos olhos críticos se observa que há muito a melhorar em nossos conceitos ecológicos.

Isabele Cristina Lucas 3°C
Escola Estadual Madre Carmelita.

Balas
avatar

Realmente é muito triste lembrar do nosso Mineirão antes, cheio de ávosre, e ver como ele está agora, sem vida alguma, e mais triste ainda é perceber a falta de concientização ambiental das pessoas que planejaram essas obras. Tiraram todas as árvores que nos oferece sombra, ar fresco, melhor qualidade de vida, por um monte de concreto, que não nos traz benefício algum. Os cidadões de Belo Horizonte já estão sentindo as consequências, como o aumento da temperatura e a baixa umidade do ar.

Maria Luiza Batista Guimarães 2°B
Escola Estadual Madre Carmelita

Balas
avatar

Sinceramente eu achei muito triste o fato de o próprio ser humano ser capaz de fazer tanto descaso com o meio ambiente.Achei lamentável o fato de que aquela belíssima paisagem verde que havia antes foi simplesmente transformada em cimento,desolação e aridez.Acho que os engenheiros e arquitetos que trabalharam nessa obra não tinham noção da agressão que eles fariam ao meio ambiente,ou simplesmente acharam que não ia fazer falta o fato de 1.043 árvores ficarem apenas 202 árvores.As árvores não são importantes somente para a estética da cidade,e sim para a melhor qualidade de vida das pessoas.Só espero que as árvores que foram cortadas sejam replantadas em dobro na região do Mineirão para que a área desmatada volte a ter beleza.Que beleza existe só em cimento?As pessoas só irão entender a grande importância das árvores quando não tiver mais nenhuma em pé? Onde foi parar a consciência ecológica dos engenheiros e urbanistas envolvidos na reforma do Mineirão?E as árvores que foram retiradas,para onde foram?Isso não pode ficar assim!!!
Jéssica Do Nascimento Xavier Turma:2°C Ensino Médio
Escola Estadual Madre Carmelita

Balas
avatar

Fiquei muito surpresa com o número de árvores que foram cortadas no Mineirão , isso foi alarmante ! Hoje em dia as pessoas não tem consciência de que a árvore é fundamental para a nossa sobrevivência . BH era considerada a Cidade Jardim , e hoje a única coisa que conseguimos ver são os asfaltos , cimentos , concretos que cada vez mais vão tomando o lugar das árvores . As pessoas devem se conscientizar antes que seja tarde demais !
Nayara Teixeira 2°B
Escola Estadual Madre Carmelita .

Balas
avatar

Sinceramente eu achei muito triste o fato de o próprio ser humano ser capaz de fazer tanto descaso com o meio ambiente.Achei lamentável o fato de que aquela belíssima paisagem verde que havia antes foi simplesmente transformada em cimento,desolação e aridez.Acho que os engenheiros e arquitetos que trabalharam nessa obra não tinham noção da agressão que eles fariam ao meio ambiente,ou simplesmente acharam que não ia fazer falta o fato de 1.043 árvores ficarem apenas 202 árvores.As árvores não são importantes somente para a estética da cidade,e sim para a melhor qualidade de vida das pessoas.Só espero que as árvores que foram cortadas sejam replantadas em dobro na região do Mineirão para que a área desmatada volte a ter beleza.Que beleza existe só em cimento?As pessoas só irão entender a grande importância das árvores quando não tiver mais nenhuma em pé? Onde foi parar a consciência ecológica dos engenheiros e urbanistas envolvidos na reforma do Mineirão?E as árvores que foram retiradas,para onde foram?Isso não pode ficar assim!!!
Jéssica Do Nascimento Xavier Turma:2°C Ensino Médio
Escola Estadual Madre Carmelita

Balas
avatar

Realmente é muito triste lembrar do nosso Mineirão antes, cheio de ávores, e ver como ele está agora, sem vida alguma, e mais triste ainda é perceber a falta de concientização ambiental das pessoas que planejaram essas obras. Tiraram todas as árvores que nos oferece sombra, ar fresco, melhor qualidade de vida, por um monte de concreto, que não nos traz benefício algum. Os cidadões de Belo Horizonte já estão sentindo as consequências, como o aumento da temperatura e a baixa umidade do ar.

Maria Luiza Batista Guimarães 2°B
Escola Estadual Madre Carmelita

Balas
avatar

Vendo esse grande elefante branco, percebemos o quanto é ruim e pobre o conceito de beleza de alguns brasileiros. Na tentativa de agradar os estrangeiros mudam o nosso país, priorizando coisas que não são tão urgentes e se esquecendo de outras que deveriam ser tratadas com mais prioridade. A tão sonhada e visada Copa de 2014 tem data de começo e de término, logo depois toda a movimentação acaba e todas as pessoas que eles querem impressionar, irão embora e ficaremos nós brasileiros sofrendo as conseqüências. O Mineirão foi o mais visado de destruição, já paramos para imaginar quantas outras áreas podem sofrer ou já sofreram do mesmo mal? E o prejuízo fica á nós que estamos sofrendo com as altas temperaturas e temos pouquíssimas áreas com sombra. E para finalizar e deixar uma “dica” aos próximos profissionais de tal ramo: tomem o Mineirão de exemplo e não pesem somente o lado da profissão, mas a nossa realidade, que possam ter consciência e certeza do que estão fazendo para que não sejamos mais prejudicados. E que o replantio que eles dizem que é feito, seja tratado e cuidado para que tenhamos o que tinha antes ainda melhor.
Izabella Paula Araújo Veiga
E.E. Madre Carmelita – turma: 2ºC

Balas
avatar

Realmente podemos perceber que ao nosso redor tem mais construções do que arvores,e esta reforma do Mineirão foi apenas mais uma realidade do que estamos vivendo mas muitas vezes não a percebemos.E ultimamente as arvores estão sendo tiradas e cortadas,mas não estão sendo substituidas. Portanto precisamos ''acorda'' para o que esta acontecendo e dar mais importância as arvores.
Letícia Dornas Cruzeiro 2º B
Escola Estadual Madre Carmelita

Balas
Este comentário foi removido pelo autor. - Hapus
avatar

Antigamente, as pessoas saiam muito cedo de suas casas para alguns eventos no Mineirão, devido a sua grande área verde e a sombra que as grandes árvores deixavam. Atualmente, as pessoas não costumam mais sair tão cedo, porque não temos mais aquela sombra, aquele ambiente de lazer que as pessoas adoravam ficar antes dos eventos. Com esse novo projeto, as pessoas estão expostas a doenças causadas pelo sol e aos desagradáveis raios de sol batendo em seu rosto. O País devia dar mais importância às Áreas verdes, porque elas são muito importante e não atrapalham e nem prejudicam ninguém, a falta dela só deixa o nosso Mineirão sem vida e sem cor.
Matheus Caetano / 3ºD
Escola Estadual Madre Carmelita.

Balas
avatar

O Mineirão teve uma mudança ambiental drástica com a modernização do mesmo para a Copa das Confederações/Copa do Mundo. Foram cortadas 770 árvores, 71 foram transplantadas e apenas 220 de um total de 1.043, permanecerão no local, conforme análise técnica da empresa de jardinagem contratada pelo consórcio Minas Arena que é o responsável pelas obras do estádio.
De fato , não acho correto esta grande mudança ocorrida ao redor do Mineirão , pois além de ser prejudicial aos frequentadores dos jogos e também de um modo geral, aos moradores locais já que as árvores renovam o ar que respiramos além de muitos outros benefícios.
Total ato de ignorância querer dar ao Mineirão um ar europeu só que eles esqueceram que o clima não é o mesmo e não se pode tomar as mesmas atitudes.

Balas
avatar

Toda retirada de árvores tem um motivo, seja ele relevante ou não. Eu li que cortar a árvore é a medida tomada em último caso quando esta está gerando algum problema. A retirada das árvores do mineirão teve um motivo e nós, querendo ou não, seremos um pouco beneficiados por isso quando chegar a época da copa e houver jogos e eventos no local. Porém seremos também prejudicados agora e mais no futuro por causa dos benefícios que as árvores proporcionam para uma vida de maior qualidade. Há motivos suficientes para retirar ou não as árvores, e sei que há outras alternativas para que elas permaneçam onde estão. Nos esforcemos para encontrar essas soluções e acabar com esse problema logo de uma vez.

RAQUEL DE SOUSA SILVA TIBÚRCIO
2o. B - ENSINO MÉDIO
ESCOLA ESTADUAL MADRE CARMELITA.

Balas
avatar

Foi desumano não só com o meio ambiente mas também com a população,esses desmatamento causa prejuízo para saúde dos cidadãos, sem áreas verdes nosso ar fica mais poluído fazendo com que o calor aumente,que aja contaminação nos rios,lagos,no relevo,na nossa vegetação,interfere no ciclo hidrológico,eles não pensaram no meio ambiente e nem em nós ,o meio ambiente deve ser preservado,e a saúde da população em qualquer tipo de construção deve ser colocada em primeiro plano.

Balas
avatar

É muito trágico saber que para termos uma copa do mundo precisamos matar a vegetação daquele lugar para uma ampliação e no lugar de árvores vemos só concreto , quando a percepção das pessoas vão mudar e ver o que é melhor para elas , vamos melhor como cidadãos e perceber que o mais importante é a vegetação .


Marcela Araújo 3ºC
Escola Estadual Madre Carmelita

Balas
avatar

Transformaram o Mineirão num grande estádio , com dimensões e padrões internacionais, muito bonito e organizado, mas isso se pode falar, olhando por dentro, sob o ponto de vista de um estádio. Por fora o que percebemos é uma destruição , uma atrocidade, uma burrice, literalmente. Acabaram com aquelas belas árvores, que tanto embelezavam e propiciavam ao entorno do estádio um ambiente fresco e trânquilo . Parece que o nosso governo quer aumentar ainda mais o alto índice de doenças de pele que os belorizontinos estão vivenciando há um bom tempo em nossa cidade. Porque , agora , a esplanada do Mineirão está sendo aberta ao publico . Ou seja, haja protetor solar pra passar uma tarde ensolarada , sob um sol escaldante que temos agora em BH. Não seria melhor se esplanada não fosse arborizada? O nosso governo deveria ter o mesmo compromisso com as questões ecológicas , árvores e áreas verdes que tem com as obras , com o concreto e o asfalto. Alan Douglas Soares Almeida, 3B , Ensino Médio. Escola Estadual Madre Carmelita.

Balas
avatar

Eu achei bonita a construção mas inapropriada, pois BH tem um clima quente e são as arvores que amenizam esse calor.

Maria Luiza Alves de Souza 2ºB
Escola Estadual Madre Carmelita

Balas
avatar

As pessoas geralmente não tem conhecimento , e não sabem as benefícios que as áreas nos oferecem .Acredito que por essa razão elas agridem as arvores de uma forma lamentável.
Isabella Crhistine 3A
E.E. Madre Carmelita .

Balas
avatar

É bastante preocupante o nível que esta andando nosso país, as pessoas que elegemos para nos representar estão a cada dia mais buscando retornos financeiros deixando de lado o bem estar da população.É através das áreas verdes que temos o ar que respiramos purificados e diversos outros befênios ate mesmo uma beleza diferenciada, mas isso foi deixado de lada quando o assunto foi a reforma do Mineirão, varias arvores foram arrancadas gerando até mesmo um desequilíbrio ecológico. Amamos o Mineirão mais também amamos e devemos um respeito as nossas áreas verdes! Vamos acordar, será que desejamos viver em uma cidade "concreto" ? porque é isso que Belo Horizonte esta se tornando, vamos nos conscientizar e lutar por um futuro melhor.
Pamela Marcela 3ºA - E.E.M.C

Balas
avatar

Não sei nem se pensaram direito para fazer essas obras onde já se viu um lugar tão grande onde poderiam ter tantas árvores você não ver nenhuma onde estava a cabeça dessas pessoas quando fizeram isso e os benefícios que as árvores nos trazem e um ar mais puro e as sombras? e as arvores que ali tinham pra onde foram?um lugar tão lindo com a beleza que a natureza nós trazia agora um lugar onde só vemos concreto.Tinha o problema das torcidas organizadas quebrarem as pequenas árvores mais será que acham que não plantando mais árvores ira resolver este problema? acho que não viu isso só pode piorar,ainda a tempo de repensarem este projeto e colocar árvores e fazer a beleza verde de novo.Espero que pelo menos possam repensar esta ideia e fazer um Mineirão melhor para todos.
Matheus Henrique 3°a
Escola Estadual Madre Carmelita.

Balas
avatar

Os arquitetos ficam imitando os estádios da Europa, mas não tentam colocar o diferencial em seus projetos. Uma das coisas que o Brasil faz é tentar se comparar ,aos outros países , o Brasil tem e que tentar criar , inovar .Se tivessem colocado arvores ,todos iam se beneficiar ,com a sombra , umidade do ar mais alta , Imagine em um dia de sol forte um jogo de futebol , todos os torcedores gritando , mexendo , suando e tudo abafado.

Filipe Antunes Durães - N° 15 - 2°D
E.E. MADRE CARMELITA

Balas
avatar

A questão da retirada de árvores em Belo Horizonte para a implantação de uma infraestrutura capaz de atender as exigências da copa de 2014, precisa ser tratada com seriedade, pois sabemos da importância de áreas verdes na constituição de um ecossistema, levando também em consideração os inúmeros benefícios à saúde. O número de árvores derrubadas desde o início das obras, nos leva a pensar em como a beleza natural foi substituída por blocos cinzentos significando apenas um modelo imposto pela modernidade. Com esses aspectos, percebemos quanto trabalho terá que ser realizado para que recuperemos as áreas verdes, superando as expectativas com o plantio de novas mudas e buscando o reconhecimento do título ostentado quando um dia chamada de "cidade jardim".

Luane Peres Martins 3ºA
Escola Estadual Madre Carmelita

Balas
Este comentário foi removido pelo autor. - Hapus
Este comentário foi removido pelo autor. - Hapus
avatar

Belo Horizonte uma das cidades sedes da copa 2014, virou um canteiro de obras para mobilidade urbana e principalmente o Mineirão.Vem ocorrendo por causa dessa obras uma grande retirada de arvores em toda a cidade,e firmaram um acordo que para cada arvore retirada seria plantada uma da mesma especie e plantada mais do que o triplo do que já existia naquela área.A População pensa que as arvores servem só como paisagem, muito mais do que isso servem para diminuir a poluição na atmosfera e produzir oxigênio para nossa respiração.Enquanto a população não reconhecer essa importância vai continuar essa grande retirada de arvores sem dar explicações devidas para nós.O Brasil deveria pensar mais no nosso futuro. . Phillip Miranda Salgado 2°B Ensino Médio Escola Estadual Madre Carmelita.

Balas
avatar

Ano que vem com a ocorrência da copa, Belo Horizonte irá receber milhares de turista e pessoas importantes,com isso o governador e outras autoridades se preocuparam demais com a aparência e esqueceram da importância que as áreas verdes tem para a qualidade de vida. É difícil hoje em dia, você ver esse Mineirão e saber que ali já existiu uma área verde imensa. O Mineirão sempre encantou todos que o visitava, não só por ele ser bonito, mas também por sua flora diversificada. E essa flora em que o Mineirão estava envolvido, sempre atraia as pessoas que por ali passavam, por ser um lugar bonito e harmonioso. Espero que os nossos “lideres” mineiros tomem providencia sobre o assunto.
Bruna Bachur Almeida
Turma:3ªA/Ensino Médio
Escola Estadual Madre Carmelita

Balas
avatar

Ótimo texto! É desolador perceber os rumos que Belo Horizonte vem tomando.

Não foram apenas as árvores que vieram abaixo. Junto a elas, um pedacinho de nossa cidade também se foi. Como comentado pelo colega Samuel Augusto, muita de nossa cultura se mostra em pequenos atos, como conversar sob a sombra das árvores.

Além de todo valor sentimental, e não menos importante, existe o fator saúde. Me alarma saber que Belo Horizonte apresenta maiores níveis de câncer de pele do que muitas cidades litorâneas. Observar nossa cidade indo em contramão a esses dados me causa certa indignação. Quais seriam as atitudes que poderíamos tomar? Creio que essa conversa já seja um bom início.

Fernanda Coelho de Oliveira

Turma 3ºD - Ensino Médio
E. E. Madre Carmelita

Balas
avatar

Com o passar do tempo vem se desenvolvendo uma ideia em que a pessoa se preocupa somente com ela e seu bem estar. Como exemplo disso tem o caso do Mineirão, que perdeu suas áreas verdes com o término das obras para a Copa do Mundo de 2014 e seus consequentes eventos, fato que demonstra uma irresponsabilidade de grande parte dos nossos governantes que aceitaram isso com o conhecimento da perda que a população irá ter, em questões como de saúde e conforto. Mas como o dinheiro "manda nas coisas" e bastantes pessoas se deixam ser mandadas por ele é fácil entender esse ato injustificável em que imperou sobre um grande estádio nacional em um país que tenta se igualar a níveis europeus.

Maick Eugênio

Turma 3ºD - Ensino Médio
E. E. Madre Carmelita

Balas
avatar

Será que esses engenheiros pensaram nas consequência que teremos no futuro devido a retirada de todas essas árvores? Bem provável que não. Sofro com o calor dessa região todos os dias e me entristeço em saber que um dia já foi uma área fresca, verde e cheia de árvores embelezando nossa capital. Espero que as autoridades tenham consciência do estrago feito, e tomem as atitudes cabíveis.

Isabella Lacerda Miranda - 3°D
Escola Estadual Madre Carmelita

Balas
avatar

Lendo esse texto "O Mineirão do Saara" consegui ver como o ser humano é um ser ignorante, pois, com tanta poluição nos dias de hoje,tal ser corta tantas arvores em um único local, lembro de quando era menor quando ía ao estádio GOVERNADOR MAGALHÃES PINTO conhecido nacionalmente como Mineirão, via muitas arvores era um lugar arejado com muita saída de ar sombra em todo lugar que ía, hoje em dia em quase que insuportável frequentar o estádio , não há sombra, o calor é insuportável.
fico triste em saber que, o que um dia foi um lazer para muitos hoje em dia se torno um grande problema, pois, um dia tinha muitas arvores era um lugar agradável de ir aos domingos, havia uma feira de carros onde muitas pessoas se reuniam pra vender e comprar carros.
Queria que o nosso estado se reuni-se e criasse um projeto ou um modo de re-plantio dessas árvores pois há uma grande necessidade de árvores na nossa região se cada um fizer sua parte nossa cidade será melhor.
Lucas Ricardo de Almeida Aarão - 31 - 2° A - Escola Estadual Madre Carmelita

Balas
avatar

então; é muio triste ver que o planeta esta se acabando pelo proprio homem , nos deveriamos plantar mais arvores , e estamos caminhando para cada dia mais ver nossa cidade sem matas verdes , grande poluiçao o ar pesado, seco de baixa umidade , o homem está acabando com o planeta .
Belo HORIZONTE que tem a fama de ser uma cidade arvorizada esta perdendo sua caracteristica para o concreto e asfalto , os propios animais estao ficando sem o seu habitate , autoridades de nosso pais vamos cuidar mais de nossa terra!?

André Lucas Pereira Venceslau
Turma 3°B
ESCOLA ESTADUAL MADRE CARMELITA.

Balas
avatar

É com tristeza que vemos a natureza sendo depredada dessa forma. Árvores que era para serem preservadas estão, na verdade, sendo destruídas pelo homem. A área do mineirão foi desertificada. Já não vemos o verde que antes era presente ali. O mau uso dos recursos naturais é o principal fator de sua escassez. Para alguns, a arborização não é bonita de se ver, depois os mesmos reclamam da redução do volume de chuvas e da piora do aquecimento global. Até quando os problemas ambientais vão passar despercebidos como se a culpa não fosse da própria sociedade? Até quando a falta de consciência sobressairá ao pensamento racional de que necessitamos das árvores? Até quando a natureza será desvalorizada dessa forma? E esses "até quando" existirão enquanto a consciência falhar.


Paula Fernanda 3ºB
Escola Estadual Madre Carmelita.

Balas
Este comentário foi removido pelo autor. - Hapus
avatar

O que vemos no Mineirão é o descaso do poder público em relação as áreas verdes de Belo Horizonte. Eles vêem as áreas verdes como algo relacionado a estética, beleza, mas a questão é que as nossas árvores não só para termos uma bela paisagem em nossa cidade e sim para nosso bem estar, nossa saúde. Belo horizonte está cada vez mais quente, nossa umidade cada vez mais baixa, e os riscos que corremos cada vez mais alto. O governo não consegue enxergar o que está diante dos olhos deles, eles não conseguem ver que não há solução, mas há a melhora de nossas vidas, o prolongamento da mesma, e das deles também, e toda essa melhora se encontra em suas próprias mãos, pois dinheiro não falta, consciência também não, o que realmente falta é o planejamento público.

Balas
avatar

temos uma estrutura moderna como a do Mineirão, mas cade aquela beleza em volta dele? é afinal não temos uma conscientização de que além do aisagismo as árvores nos traz outros benefícios como a melhoria na saúde física e mental
rafaela oliveira 2°c
Escola Estadual Madre Carmelita.

Balas
avatar

temos uma estrutura tão moderna como a do Mineirão mas não temos em volta dele a beleza natural...

Balas
avatar

Em uma cidade que se diz ser socialmente ambiental,é lastimável presenciar uma situação aonde as obras valem mais do que as áreas verdes.Eles deveriam reemplantarem todas as árvores que foram retiradas para a execução das obras.Do que adianta plantarem uma árvore a cade bebê que nasce e retirarem mais do que o ideal por causa de uma obra.
As árvores são tão importante quanto ás obras,pois necessitamos dela pra sobreviver!
O Brasil deveria olhar esse lado,pois como será para nos da comunidade daqui a 20 anos?
Bárbara Isabelle Lopes 2°A
Escola Estadual Madre Carmelita

Balas
avatar

É péssimo saber que foram cortadas tantas árvores no entorno do Minerão para a um novo paisagismo tão "cinza". O que antes era como um bosque ao redor do estádio, agora são linhas, quadrados, sem vida. Não houve consideração alguma com relação a história das árvores e dos torcedores.
Essa atitude antiecológica de corte das árvores pode e provavelmente contribuirá para um crescimento de doenças cancerígenas causadas por exposição ao sol. Já está comprovado que nos últimos anos a temperatura em BH aumentou e o nível de umidade do ar diminuiu, o que causa um desconforto para todas as pessoas.
BH já foi considerado uma cidade de cura, devido ao seu clima, como vivenciado por Noel Rosa.
Ainda é possível reverter essa situação! Os paisagistas deveriam ter planejado o Mineirão e seu entorno de acordo com o olhar ecológico.

André Lara Rodrigues 3ºD nº41
Escola Estadual Madre Carmelita

Balas
avatar

É realmente revoltante, e triste de ver autoridades, órgãos competentes que deveriam estar privando pelas árvores, criarem projeto para a destruição das mesmas. Enquanto se matam o meio ambiente para substitui-las por concreto, ao qual não nos traz benefício algum, muito pelo contrário, só não traz desvantagens. O próprio Mineirão como citado, e prova desse descaso pelo meio ambiente, vamos acordar Brasil e dizer um basta nessa injustiça!
Fernanda Stefanie 3° D
Escola Estadual Madre Carmelita

Balas
avatar

É realmente revoltante, e triste de ver autoridades, órgãos competentes que deveriam estar privando pelas árvores, criarem projeto para a destruição das mesmas. Enquanto se matam o meio ambiente para substitui-las por concreto, ao qual não nos traz benefício algum, muito pelo contrário, só não traz desvantagens. O próprio Mineirão como citado, e prova desse descaso pelo meio ambiente, vamos acordar Brasil e dizer um basta nessa injustiça!
Fernanda Stefanie 3° D
Escola Estadual Madre Carmelita

8 de agosto de 2013 13:01

Balas
avatar

É lamentável essa situação, imaginar como era antes. Tantas árvores, jardim, flores. Era tudo tão lindo e eles simplesmente acabam com tudo para fazer um MINEIRÃO que nem conforto tem e ainda causa mais desmatamento. Acho que em vez de cada um ficar queimando no sol gritanto pra time, cada um deveria ir para o sol plantar sua árvore. Vi um site que cada um plantava a sua árvore e tirava foto assim que plantou, e dia tirando de acordo com o crescimento dela. Isso nenhum torcedor pensa né. O mais importante que é a natureza estão simplesmente deixando para trás, estão esquecendo do que realmente é necessário. Agora imagina, continua construindo estádios, prédios, etc.
Acaba com as árvores, com a natureza, onde vamos parar assim?
Acho que cada um tinha que ter consciência, entendo e respeito os torcedores, mas a vida não é só jogo, não é só futebol. Porque em vez de destruir tudo cada vez que vai no Mineirão, não planta uma árvore. Você estaria comemorando e ajudando o planeta. E se não ganhar aceita, a vida é assim, a gente não tem tudo na vida, muito menos ganha tudo. E a natureza não tem nada a ver com o seu time, se perdeu ou não. Nós precisamos da natureza, ela ajuda para um melhor ambiente, uma melhor respiração. Em vez de desmatarmos vamos plantar ideias, vamos plantar árvores, não vamos deixar acabar o que temos de mais precioso.
Lorraine Tawany 3º B
ESCOLA ESTADUAL MADRE CARMELITA

Balas
avatar

Infelizmente essa já é uma situação que não me assusta mais , vivemos em um mundo onde tudo esta voltado para o dinheiro , até onde o homem vai levando a vida sem acordar que sem árvores , sem natureza não haverá vida ? destruímos o que é nosso e o que nos faz bem , como diz mesmo o autor , ficaremos sem sombra se não tiver árvores , o homem apesar de ser um ser racional o que o diferencia dos animais por ter inteligência , as vezes não sabe utiliza-la ,e como podemos ver um absurdo desse e não fazer nada ? é hora de começar a agir também e não só esperar que o outro faça e sim sair dessa inércia e começar a tomar as providencias , vamos acordar e parar de destruir o que é nosso e que nos faz bem , afinal sem árvores e sem a natureza , é impossível ter vida na Terra
Letícia de Oliveira 2ºB
Escola Estadual Madre Carmelita

Balas
Este comentário foi removido pelo autor. - Hapus
avatar

É realmente muito triste, ver que com a copa, no lugar de melhorar, estão acabando com o pouco de verde que ainda nos resta...
kimberly tonaco 3C

Balas
«Mais antigas   ‹Antigas   201 – 269 de 269   Recentes›   Mais recentes»