Marcio Lacerda

Sucessão na PBH
Que me perdoem tantos candidatos amigos e companheiros com legitimidade para isso. Mas tanto o prefeito Márcio Lacerda, como seu o vice Délio Malheiros, mais todo o PV e a maioria dos ambientalistas históricos que o apoiaram (e não pertencem a qualquer partido) já sabem o nome uníssono mais competente para ser indicado como o novo secretário municipal de Meio Ambiente de BH. Mais: eles sabem também qual o melhor nome, a chamada “prata da casa”, para ser seu secretário-adjunto, e assim integrar o que restou da velha pasta, hoje técnica e politicamente em frangalhos, pelos 20 anos de medo, preconceito e abandono que o PT lhe causou, ao novo que ela pode resignificar aos olhos da população.

Coragem política
Resta agora ao nosso prefeito, que se comprovou um raro líder  comprometido com a causa da sustentabilidade - vide BH ter sediado o último Encontro Mundial de Governança Local (ICLEI´2012 ) e ele ter representado seus colegas internacionais na RIO + 20 – sustentar este nome mais técnico e necessário, acima dos interesses partidários.
Afinal, Lacerda sempre sustentou a tese sábia de ter como seus secretários pessoas com mais autoridade e conhecimento específicos em suas respectivas pastas, do que ele próprio, aí sim, como comandante geral.

Apoio natural
Último “mais”: esse nome para a SMMA também tem o apoio do presidente da Fiemg, Olavo Romano, representando o setor produtivo. Apoio do ex-ministro José Carlos Carvalho e do Centro Mineiro de Referência em Resíduos, a “menina dos olhos” de Andréa Neves. E até mesmo, in memorian, do dr. Hugo Werneck, de seus canarinhos, borboletas e amor à natureza urbana que nos resta.
O meio ambiente aguarda. E torce.
Próxima Postagem
« Prev Post
Próxima Postagem
Próximo Post »
0 Deixe seu comentário!