2012 - O ano lunar (e de Dilma) que já começou

Foto: Reuters
Nada acontece por acaso no céu ainda azul do Planeta Terra. A virada de 2011 para 2012 aconteceu sobre a influência da lua nova, duas noites e dois dias antes do início da lua crescente. Ou seja: para quem acredita no relógio natural do universo, vide o movimento diferenciado das marés que a diferentes fases lunares causam em ¾ da superfície terrestre, tal como em 75% do nosso corpo também constituído de água, o nosso destino comum tem tudo a ver com o que acontece entre o sol e a lua.
Se vamos continuar vivendo ou não como os demais seres vivos, isto parece depender do eterno e matemático namoro entre esses dois astros que garantem a vida na Terra. Esta é a expectativa que se inaugura para toda a humanidade e a natureza que nos resta, segundo as previsões astrológicas: 2012 não será um ano solar, masculino, racional.
Ao contrário, garantem os estudiosos no assunto e isso também não acontece por acaso (leia-se o exemplo de Dilma Rousseff, a primeira presidente mulher na história política do nosso país) o ano que já começou será um ano lunar. Um ano do feminino (vide que até a presidência da Petrobras também passará às mãos de uma mulher).
Será um ano, enfim, do maternal, do cuidado. Como há anos Leonardo Boff tenta no ensinar, do cuidar daquilo que já amamos e devemos amar, em respeito a todos os seres vivos e como estratégia planetária de auto-sobrevivência comum.
É nisso que a Revista ECOLÓGICO acredita, reverberiza e torce pra dar certo este ano. Um 2012 mais feminino e com mais esperança. Quem sabe uma outra e mais ecológica história da humanidade estará começando? Quem sabe, entre nós, masculinos demais, nascerá um super-homem, o Homo amorosus previsto por Gil “... por causa da Mulher”?
Afinal, ao contrário dos quatro cavaleiros do Apocalipse, também já previu um outro quarteto de Liverpol, e Dilma  certamente também o curtiu em sua juventude, “O amor é mesmo tudo o que precisamos”. Ou você não acredita na ecologia profundamente subversiva e revolucionária do amor?
Eu acredito! Até já assino, querendo ser, “hiram@souecologico.com”.
Nós, da ECOLÓGICO, acreditamos! E queremos que nossos leitores, anunciantes e colaboradores também acreditem.
Há 21 anos (desde o Estado Ecológico, no jornal ESTADO DE MINAS, e a JB Ecológico, no JORNAL DO BRASIL, lembra-se?), não é à-toa que a nossa revista sempre circulou/circula no dia da Lua Cheia. E o feminino embutido aí, tal como era o Calendário Maia, mais ecológico, regido pela Mãe Natureza, talvez não seja mera coincidência.  Como não é o Governo Dilma, nem outros governos e mulheres ascendentes mundo afora. Mas, sim, a esperança atual, feminina e planetária que 2012 promete.
Acesse nosso site http://www.revistaecologico.com.br e vamos juntos, como Drummond nos poetizou, de mãos dadas!

Hiram Firmino

Próxima Postagem
« Prev Post
Próxima Postagem
Próximo Post »
1 Deixe seu comentário!